Audiovisual

Com o objetivo de dar acesso ao acervo de filmes, em âmbito nacional e internacional, a Cinemateca Brasileira possibilita, às instituições parceiras, o empréstimo de suas cópias de difusão para exibições públicas. Tais cópias podem ser disponibilizadas, desde que existam outros materiais no acervo que assegurem a preservação da obra.

O acervo audiovisual da Cinemateca Brasileira está disponível para acesso das seguintes formas.

Assista nas salas de cinema da Cinemateca

A Cinemateca Brasileira conta com duas salas para projeção de filmes, bem como uma área para exibição externa. São apresentadas programações que contemplam grandes clássicos, raridades e obras contemporâneas da filmografia brasileira e estrangeira.

Mais informações: Calendário de programação e assine a nossa newsletter.

Assista no Centro de Documentação e Pesquisa

O visionamento de materiais da coleção VHS, DVD e Blu-ray, composto por curtas, longas-metragens, cinejornais, programas televisivos e gravação de eventos nacionais e internacionais, pode ser realizado presencialmente na Biblioteca Paulo Emilio Sales Gomes do Centro de Documentação e Pesquisa da Cinemateca Brasileira.

O acesso a estes materiais é restrito ao ambiente da biblioteca e poderá ser agendado através do preenchimento do formulário da biblioteca.

Consulte aqui o catálogo.

Assista na web

No Banco de Conteúdos Culturais - BCC estão disponíveis por streaming alguns itens dos acervos da Atlântida Cinematográfica, Companhia Cinematográfica Vera Cruz, INCE - Instituto Nacional do Cinema Educativo, TV Tupi (telejornalismo e telenovelas), filmes do período inicial do cinema, além de galeria de fotos e cartazes de obras nacionais e estrangeiras.

Saiba mais sobre o Banco de Conteúdos Culturais.

Acesse o site Banco de Conteúdos Culturais.

Parcerias para exibições públicas

Com o objetivo de dar acesso em âmbito nacional e internacional ao acervo de filmes, a Cinemateca Brasileira possibilita, às instituições parceiras, o empréstimo de suas cópias de difusão para exibições públicas. Tais cópias podem ser disponibilizadas desde que existam outros materiais no acervo que assegurem a preservação da obra.

A consulta de cópias deve ser feita através do formulário de solicitação de parcerias com antecedência não inferior a 60 dias do período do evento, tempo necessário para a pesquisa e verificação de materiais para eventual disponibilização.

As cópias de exibição só estarão disponíveis após o envio de autorização por escrito de seus detentores de direitos e do responsável pelo seu depósito, com no mínimo 60 dias de antecedência do período do evento. A Cinemateca pode informar os contatos disponíveis, mas não interfere na negociação.

A instituição solicitante deve se encarregar do transporte dos filmes, responsabilizando-se pela organização e pela segurança do material até o retorno à Cinemateca, bem como por quaisquer custos relativos. É expressamente proibida a duplicação de qualquer material sem a prévia autorização.

Questões como as datas de exibição, a quantidade de títulos e/ou materiais, a agenda interna de trabalhos e a disponibilidade de equipe e equipamentos podem fazer com que a Cinemateca tenha que adequar a solicitação original.

Após a pesquisa de materiais e o recebimento da autorização dos detentores de direitos e do responsável pelo depósito das cópias, é necessário assinar um Termo de Responsabilidade, no qual se compromete a zelar pela integridade das cópias e a incluir nos créditos de todos os materiais de divulgação do evento o logotipo da Cinemateca Brasileira. É também responsabilidade do solicitante devolver as cópias no prazo estabelecido e apresentar laudos técnicos referentes às suas projeções.

Depositantes de materiais no acervo

Os depositantes de materiais no acervo (em caráter voluntário) poderão solicitar pesquisas e acesso aos seus materiais, mediante requisição por escrito. Os relatórios apresentarão somente materiais pertencentes a este titular. A movimentação de materiais pelo depositante ou por terceiros autorizados só é possível através de autorização por escrito do detentor de direitos patrimoniais da obra a qual o material se refere, com um prazo de pelo menos 60 dias de antecedência, e preenchimento do formulário de informações aos depositantes.

É importante ressaltar que toda manipulação apresenta riscos aos materiais. Deste modo, mesmo considerando algumas finalidades de uso imediato, os devidos cuidados visando a preservação da obra devem ser considerados.

É de responsabilidade do depositante manter seus dados cadastrais atualizados, através do formulário de Cadastro de depositante.