Documentação

 

O acervo não fílmico da Cinemateca Brasileira, constituído desde 1946, é formado por diferentes conjuntos documentais referentes à cultura cinematográfica, principalmente a nacional. Cada conjunto é processado de acordo com suas características, formando uma linha de informação específica.

O Centro de Documentação e Pesquisa, setor responsável por esse acervo, é formado pelos núcleos: Biblioteca Paulo Emílio Sales Gomes, Arquivos e Coleções, Filmografia Brasileira e Catalogação de Filmes.

O acervo da Biblioteca Paulo Emílio Sales Gomes é constituído por livros, periódicos, catálogos, teses e dissertações, folhetos, entre outros. No núcleo de Arquivos e coleções estão conservados documentos raros produzidos por críticos, cineastas, atores, pesquisadores e entidades do audiovisual; uma expressiva coleção de cartazes de filmes e eventos; além de fotografias de filmes e personalidades do cinema brasileiro e estrangeiro. A Filmografia Brasileira e a Catalogação, por sua vez, coletam e produzem informações sobre a produção cinematográfica nacional, existente ou não no acervo da instituição.

A política de preservação dos materiais não fílmicos é traduzida, basicamente, nas seguintes ações:
- prospecção e incorporação de acervos bibliográficos, arquivísticos e museológicos;
- conservação e guarda dos materiais sob sua guarda, respeitando as especificidades dos formatos e suportes;
- catalogação e descrição de cada material, respeitando sua origem e metodologia apropriada;
- implantação de serviços de referência, com vistas à garantia de acesso seguro pelos consulentes, fomentando pesquisas referentes ao campo do audiovisual;
- execução de programa de digitalização dos itens documentais, para fins de conservação e acesso.