Sessão de curtas: Olhar colírico

SINOPSE

Agrippina é Roma-Manhattan, de Hélio Oiticica. Nova Iorque, 1972, cor, 16’

“Manhattan e Wall Street, como numa Roma neoclássica. A mulher de vermelho e outras personagens airosas tentam a sorte, postadas ambiguamente entre o mais mundano afã e alguma transcendência mítica”.

O ataque das araras, de Jairo Ferreira. São Paulo, 1975, cor, 10’

Viagem ao Amazonas documentando o grupo de teatro de Márcio Souza em Manaus, uma equipe de cineastas japoneses realizando um registro turístico e outra equipe de cineastas paulistas que realiza um comercial nos igarapés.

O suspense segundo Hitchcock, de João Callegaro. Brasil, 1969, bp, 9’. Com voz de Oswaldo Calfat.

Elucubrações ante a vida e obra de Alfred Hitchcock. Tanto pela sua importância para a consolidação e sofisticação do suspense enquanto gênero cinematográfico, quanto por sua personalidade idiossincrática.

relêvo / retalho, de Gabriel Pessoto. Brasil, 2016, digital, cor, 4’

A bela P..., de João Marcos de Almeida. São Paulo, 2008, digital, cor, 25’. Com: Dani Peraze, Eduardo Gomes, Gilda Nomacce, Paolo Gregori, Valéria Cristina e Wellington R. Costa.

O corpo humano em cinco partes.

FICHA TÉCNICA

Título Original: 
CURTAS - OLHAR COLÍRICO
Duração: 
64'
Cromia: 
Colorido

PROGRAMAÇÃO

03.12.2017
domingo | SALA BNDES | 18:00